Rio de Janeiro tem um novo clube no estadual: Pérolas Negras

Nigéria pode desistir das eliminatória da Copa do Mundo
29/09/2016
Cristiano Lopes – Simplesmente vitória
30/09/2016

Quem se lembra do Pérolas Negras? Não estamos falando da escola de samba de São Paulo que constantemente disputa as divisões Especial e de Acesso do Estado. Na verdade, a notícia é sobre o time de futebol do Haiti, único estrangeiro dentre os mais de 100 participantes da Copa SP Júnior.

A participação que selava o bom relacionamento entre os dois países terminou com 3 derrotas em 3 jogos para São Caetano, América-MG e Juventus, porém gerou o principal objetivo: Raízes.

Todo torcedor que acompanhou a Copinha torceu pelo Pérolas Negras, representante também da forte colônia haitiana na cidade de São Paulo. São cerca de 56 mil na maior capital do país.

O time fundado depois do terremoto que destruiu parte do Haiti, nasceu de uma parceria com a ONG Viva Rio, e, já está filiado a FFERJ pelos próximos dois anos. A ideia de participar da Série C do Campeonato Carioca já para 2017 é forte, pois existe parceria com um grupo para a categoria Sub-15, enquanto as demais idades permaneceriam nas mãos haitianas. A adversidade por hora está em juntar dinheiro para pagar a taxa junto a Federação de 500 mil.

A academia criada em Porto Príncipe recebe peneiras lotadas de atletas, pois a estrutura a nível futebolística deixa a desejar no país. Assim, o interesse sobre o Pérolas Negras cresce, já que seu local de treino no Brasil, situado em Paty dos Alfares tem vários campos de treino, academia, fisioterapia, piscina e suporte escolar. Aliás, os garotos que vieram a Copa São Paulo, já estudavam o idioma português.

O laço Brasil-Haiti se estreitará ainda mais, já que o projeto quer contar com uma mescla, ou seja, uma participação brasileira para enriquecer seu futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *