Veja porque ficou mais barato demitir treinadores! Um problema esportivo!

Como assim? Atriz pornô quer salvar Vicenza da falência!
17/02/2018
Plácido triunfa sobre Estrelão e quebra jejum sobre adversário!
19/02/2018

Demitir treinadores é uma “boa saída” para apontar culpados por um time não vencer. Parece que no momento de realizar a troca, existe apenas um único culpado, tornando desse esporte coletivo, uma modalidade individual.

Curiosamente, se pesquisarmos o perfil dos sucessores, percebemos que os novos técnicos não possuem nada em comum nos aspectos de treinamento, modelo de jogo e perfil psicológico do que os anteriores, isso é, há mudanças bruscas, o que também causa dificuldades para os atletas.

No que depender da justiça, uma interpretação deve facilitar o ato de demitir treinadores por parte dos clubes:
A demissão de Mancini, quando ainda estava no Náutico na temporada 2013, só rendeu uma indenização, ao invés das duas habituais.

O representante dos treinadores queria receber cláusula penal e multa rescisória trabalhista. No documento ainda contava que quem rompesse o contrato, deveria ressarcir a outra parte em 240 mil reais. Já a CLT em seu artigo 49, prevê um valor próximo a 70 mil reais, algo solicitado frequentemente.

Mudança na Lei
A Lei Pele teve uma alteração em 2011, no artigo 28, vetando a jogadores e treinadores receberem cumulativamente às indenizações, contudo, deverão ter o depósito do valor que trouxer maior proveito.
A expectativa do nosso portal é que seja criada uma regra, limitando a troca de técnicos por equipe no futebol brasileiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *