Amor ao time? Eles têm a mentalidade diferente!

Acreano de Juniores 2018 – Plácido e São Francisco vencem em dia dramático!
17/05/2018
Mortes chocam o Futebol! Crime contra garoto da base assusta…
19/05/2018

Amor ao time, antigamente quantos atletas não faziam praticamente toda a carreira em um só clube recusando propostas elevadas?
Outros como o próprio Pelé, foram para as demais agremiações, bem no final da sua jornada, entretanto, a mentalidade mudou, isso é, quem paga mais, praticamente garante o jogador.
Dessa forma, muitos dizem que o amor ao time que defendem, na verdade, está no dinheiro. O próprio mercado asiático, corrobora com essa teoria. Ficar “escondido”, pode minar o desenvolvimento e até diminuir chances de convocação.
Existem exceções?
Sim, para a grande surpresa da maioria dos cartolas desse futebol moderno capitalista, ela está na Alemanha, presente no alto nível da Bundesliga.
Jonas Hector, lateral presente nas convocações da Alemanha, desde 2016 está no alvo de Chelsea e Liverpool, contudo recusa uma liga, que para alguns tem o maior nível do Mundo, por lealdade ao FC Köln.
O canhoto, mesmo com o rebaixamento de seu clube em último lugar, 9 pontos atrás do HSV, que também caiu, quis permanecer e ainda ampliou seu contrato até 2023.
Bayern München e Borussia Dortmund, também demonstraram interesse, porque existia uma cláusula que previa a venda por “apenas” 8 milhões de Euros se o Köln caísse, contudo Jonas Hector permanece firme.
Em entrevista, o lateral esquerdo afirmou que foi esse clube o responsável por tirá-lo da 4ªdivisão para a elite alemã, logo ele quer prosseguir e está habituado a cidade.
Timo Horn, também renovou, no clube desde os 9 anos, nem mesmo a medalha de prata no Rio de Janeiro com a seleção olímpica e outros convites fizeram o jogador mudar de ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *