Técnicos Fracos? “A Culpa é minha e coloco em quem eu quiser”

Hipotermia, quase tirou a vida do brasileiro Amarildo!
09/08/2018
Fim do Esporte Interativo – O que vai acontecer com as transmissões?
09/08/2018

Seriam os técnicos fracos? Não, claramente a resposta é NÃO! O Brasil possui bons comandantes capacitados e estudiosos que contribuem diariamente para o desenvolvimento do talento, seja a nível profissional ou na formação de jovens.

A indagação principal: "Então, por que temos poucos profissionais no mercado europeu? Os técnicos são fracos, sim!". Essa mania de desmerecer ou desmoralizar o trabalho alheio é vergonhoso, contudo, a resposta também é evidente: Não há meios dos comandantes serem vistos, pois eles não tem tempo ou sequência de trabalho.

São 6 profissionais desempregados nas últimas duas semanas, elevando a Série A do Campeonato Brasileiro para a péssima marca de 16 trocas, desde o início da competição em Abril.

O número desde Janeiro chega a 21 mudanças, sem contar que a paralisação durante a Copa do Mundo pode ter colaborado para a margem não ser ainda maior.

Internacional (Odair Hellmann), Cruzeiro (Mano Menezes), Grêmio (Renato Gaúcho), continuam com o mesmo treinador desde o início da temporada.

A troca de Geilson Kleina por Guto Ferreira gerou insatisfação na Chapecoense, aliás, ambos são profissionais brilhantes, o que mostra maturidade do elenco catarinense, que preferia a manutenção de Kleina.

Resultados
É verdade que o futebol vive da velha máxima de resultados, mas quem está na beira do gramado, não consegue fazer gols sem ajuda do plantel. Finalmente, lembramos que para dirigentes, também culpados, é mais fácil apontar as falhas de terceiros, evitando assim, receberem maior pressão de torcedores, que muitas vezes, andam livremente pelo clube, como se fossem donos da instituição!

Sem critério
A mudança excessiva dos "técnicos fracos" mostra erro de gestão e RH na hora da escolha. Tomem como exemplo as dúvidas de seleção dos últimos clubes que fizeram tal troca. Havia uma dúvida muito grande entre dois ou três nomes, mas todos com perfis completamente diferentes, logo, não houve uma pesquisa, nem a busca por um ideal de trabalho, portanto vale refletir:
Quem são os verdadeiros culpados?





_____________________

Sobre o Site / Autor - Ivan Mazzuia
Página especializada em Análises e postagens para capacitar profissionais das diferentes áreas esportivas em um ambiente interativo, de forma eclética, fazendo também que torcedores conheçam o cotidiano de trabalho do futebol.
Mazzuia.com patrocinou as equipes de Plácido de Castro (2017-2018) e Atlético Acreano (2018), tendo a honra de exibir sua marca nos uniformes desses times.
A transmissão ao vivo das partidas do Plácido na Série D do Campeonato Brasileiro, com a devida autorização legal, foi mais uma força para comprovar seu crescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *