São Cristóvão respira, mas espera ajuda do Fenômeno!

Mbappé descartado no Chelsea quando tinha 13 anos!
24/09/2018
Auxiliar que errou contra o Corinthians vai pra Série B!
25/09/2018

Muitas vezes o futebol pede socorro, nesse contexto estão times relevantes do cenário nacional, seja pela conquista, história ou pela revelação de talentos, assim falamos do São Cristóvão de Ronaldo Fenômeno!

Uma matéria feita pelo Globo Esporte, contou sobre a luta diária da agremiação para não fechar as portas em 2019, contudo, precisa de um patrocinador, já que ainda paga na justiça dívidas antigas (28 processos) e ainda escapou do rebaixamento por pouco.

Atualmente, o São Cristóvão joga a Série B2, equivalente ao terceiro degrau do Campeonato Carioca, vivendo com cerca de 35 mil reais mensais em sua folha salarial, quando o ideal seria 70 mil.

As permutas realizadas, aluguel de outdoor, estacionamento e a mensalidade de 300 sócios seria o suficiente para manter a sede náutica, contudo perderia sua essência no desporto, se deixassem o futebol.

Ali, não é somente a casa de Ronaldo Nazário, mas também de Parreira e de Leônidas da Silva, aliás o clube é campeão carioca de 1926 e beira 120 anos de existência.

Após o término dos turnos, o “São Cri Cri” não classificou, mas escapou da zona de degola, atingindo um dos objetivos e respirando, mas para voltar forte na próxima temporada há uma esperança:
Ronaldo!

Diretores têm expectativa em realizar alguma parceria, não necessariamente diretamente financeira, mas acreditando que apenas sua imagem possa ajudá-los na empreitada.

O carinho pelo ídolo é tanto que em 2013, o estádio passou a levar o nome do craque, entretanto não pode receber partidas, que ocorrem na Rua Bariri, local que pertence ao Olaria em virtude de uma parceria: Jogam no local, mas sedem espaço para treinamento da base na sua sede náutica!

Se o clube respira por ter escapado do rebaixamento, por outro lado há expectativa e luta para que tudo não fique apenas em uma ilusão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *