Messi de graça em clubes da América do Sul?

Polo Aquático? Chuva castiga Capivari na Copa São Paulo Juniores!
07/01/2019
Atlético Acreano confirma ação na justiça diante do Cruzeiro no caso Careca!
08/01/2019


Resumo: Cláusula no contrato de Messi, o libera para jogar em outro clube de graça, a partir de 2020.

Já imaginou se o astro Lionel Messi aparecesse em um clube da América do Sul a custo zero? Talvez, um marketing bem feito, as vendas de camisa, aliado ao retorno publicitário bancassem facilmente os salários do argentino.

Tal peculiaridade não é impossível, ao menos, nos termos contratuais. Segundo o Jornal Catalão, Mundo Deportivo, a multa rescisória de 700 milhões de euros (quase 3 bilhões de reais), é “ignorada”, se o atleta aceitar convite de uma equipe não classificada como “elite europeia”.

Messi está com 31 anos e não esconde o desejo de voltar a jogar no Newell’s, clube que o revelou. Tanto Xavi, quanto Iniesta tinham o mesmo mecanismo, cedido pelo Barcelona a jogadores considerados “veteranos”, como uma espécie de bonificação por serviços prestados.

Xavi foi para o Catar, Iniesta para o Japão, mas o Barça não está comovido com a idade do jogador, uma vez que já ofereceu um novo contrato por mais duas temporadas, a partir de 2021, quando o vínculo atual termina.

No Newell’s, Messi jogou nas categorias de base dos 7 aos 13 anos, criando o hábito de assistir as principais partidas da equipe principal, ao lado do pai.

A equipe argentina já monta um plano de ação para o futuro, independentemente do tempo que a ideia do retorno leve. Alguns contatos foram realizados com algumas empresas, dispostas a pagar salários, além do citado plano de marketing.

Por outro lado, Messi tem um dado muito relevante a seu favor, 15 gols na liga, 11 assistências, 26 participações diretas nos 50 gols dos catalães na temporada atual. Todo o time do Real Madrid, balançou as redes, apenas 26 vezes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *